Acorde Diminuto: aprenda tudo sobre ele

Compartilhe a Música

Imagine a seguinte cena (que por sinal, é mais comum do que você pensa):

Você está tocando tranquilamente com seus amigos, quando de repente, um deles fala:

– Faz um Ré Diminuto aí pra tocar essa música!

Você pensa:

– Vish! E agora?

Calma! Não precisa ter medo dos Acordes Diminutos.

Aqui, nós vamos te explicar tudinho sobre eles, e você não vai mais passar perrengue na hora de tocá-los.

Nossa Aula de Acorde Diminuto no YouTube

IMPORTANTE: Para entender bem o que é um acorde diminuto, você deve possuir um conhecimento prévio sobre intervalosformação de acordes e partitura .

O que é um Acorde Diminuto?

acorde diminuto destaque

Formação do Acorde

Os acordes diminutos possuem uma característica bem peculiar em sua formação.

Lembramos que estes são formados pela Fundamental, 3m, 5dim e 7dim.

Se formos calcular o intervalo entre cada uma das notas da tríade, veremos que elas são separadas por intervalos de terça menor (1T + um ST), conforme o  exemplo a seguir:

acorde diminuto
Acorde de Cº

Obs.: A nota dó que está em preto se refere a repetição da tônica para salientar que da 7dim para a fundamental também temos um intervalo de terça menor (1T + um ST).

Essa formação faz o com que a oitava da tonalidade seja dividida em quatro partes iguais (os quatro intervalos de terça menor entre cada nota da tríade resultam na oitava do acorde).

Sendo assim um mesmo acorde diminuto, na verdade, pode ser estendido em quatro acordes diminutos, cada um deles começando com uma fundamental diferente dentre as quatro notas que fazem parte da tétrade, ou seja, são apenas inversões do acorde que o originou.

Vamos continuar com o exemplo de C°.

Este acorde possui as mesmas notas que o acorde de Eb°, assim como o Gb° e o A°.

Se você for analisar as notas  de cada uma dessa tétrades verá que todas elas possuem as mesmas notas (apenas a ordem delas é que muda).

AcordeFundamental3m5dim7dim
CEbGbA
Eb°EbGbAC
Gb°GbACEb
ACEbGb
acordes diminutos
Acordes Diminutos

Podemos concluir a partir do raciocínio acima que temos apenas 3 acordes diminutos, pois os outros são extensões (a partir de inversões) destes.

Em resumo, consideramos que temos os acordes de C°, Db° e B° e suas respectivas inversões, totalizando assim as 12 tonalidades:

Acordes1° inversão2° inversão3° inversão
Eb°Gb°
Db°Bb°
Ab°

Você acabou conhecer as tão famosas Famílias dos Acordes Diminutos.

Simbologia e Representação

Normalmente, o acorde diminuto é representado por uma bolinha, ao lado direito da cifra.

Exemplo: Cº = Dó Diminuto.

Mas ele também pode ser representado pela abreviação “dim”.

Exemplo: Cdim = Dó Diminuto

Porque o símbolo do Acorde Diminuto é um Círculo?

Depois de entender como os acordes diminutos são formados e perceber que a combinação deles resulta em um ciclo que se repete infinitamente, ficá fácil entender o motivo do símbolo do acorde diminuto ser um círculo: é assim, justamente para representar este ciclo contínuo.

Como Tocar Acordes Diminutos?

Isto irá depender do seu instrumento musical.

A nossa dica é procurar um dicionário de acordes, de acordo com o seu instrumento e procurar os acordes diminutos.

Obs.: Veja aqui um dicionário de acordes para Ukulele.

Dica rápida

Se você tiver dificuldades na hora de tocar os acordes diminutos, treine com o metrônomo.

O resultado do seu treino será muito melhor!

Bons estudos!

Faça o que você ama. Ame o que você faz…

Deixe um comentário