Dominantes Estendidos: O Que São e Como Identificá-los?

Apresentamos à vocês nosso último assunto no que diz respeito à preparações no tom maior: Dominantes estendidos.

Caso você ainda não tenha visto as outras formas de preparação, dê uma olhada no nosso cronograma de conteúdos e veja por onde começar de acordo com o que você já sabe sobre teoria musical.

Lembrando também que todas as preparações que estamos vendo aqui no tom maior também ocorrem no tom menor, com apenas algumas diferenças decorrentes das peculiaridades do tom menor.

Dito isto, vamos entender o que são e como identificar os dominantes estendidos.

Definição

Dominantes estendidos são acordes que preparam outros dominantes que não fazem parte dos tons primários nem dos secundários.

Pra ficar mais claro você já deve ter entendido direitinho sobre dominantes secundários.

Lembra que temos o Dominante primário: o acorde V7 que prepara o Grau I.

Temos também os dominantes secundários: acordes dominantes que preparam os outros acordes do campo harmônico, que não sejam o I (e com exceção do VII).

Agora nós podemos preparar esses acordes dominantes secundários utilizando os dominantes estendidos.

Como identificar dominantes estendidos

Vamos observar a seguinte sequência, em Dó maior:

dominantes estendidos

Analisando a sequência não temos nada de incomum. Somente acordes do tom.

Agora vamos começar a brincar…

O G7 é o Dominante primário. Ele pode ter seu próprio dominante, ou seja, ele pode ser preparado.

O acorde que prepara G7 é o D7:

dominantes estendidos

Agora com o D7 preparando o G7 temos a presença do dominante secundário, pois o D7 é um acorde dominante preparando um acorde que é do tom mas não é o grau I.

Continuando a brincadeira…

Vamos preparar o próprio D7. O acorde que o prepara é o A7:

dominantes estendidos

Esse A7 já passa a ser considerado um dominante estendido.

Isso acontece porque ele está preparando um acorde que não é do tom primário nem do secundário (o D7).

O D7 é dominante secundário, pois prepara o G7, que está no campo harmônico de Dó. Contudo, o D7 não faz parte do campo harmônico de Dó. Logo, o acorde que o prepara o D7 (A7) é um dominante estendido.

Você ainda pode continuar a brincadeira…

O próprio A7 pode ser preparado pelo E7:

dominantes estendidos

Mais uma vez, temos um dominante estendido.

E7 está preparando A7, que é um acorde fora do campo harmônico de Dó (além de já ser um dominante estendido). Portanto, E7 também é dominante estendido.

Como analisá-lo?

É muito simples analisar os dominantes estendidos.

Eles devem apenas receber a seta de conclusão em direção ao acorde alvo, contudo, não recebem análise harmônica (graus em números romanos). Veja na figura abaixo:

dominantes estendidos

Harmonias com Dominantes Estendidos

Para você não ter dúvidas, vamos analisar aqui uma harmonia quem possui dominantes estendidos para que você não tenha dúvidas.

O link para download da partitura é esse:

http://www.superpartituras.com.br/Partituras/Download/lua-de-sao-jorge

dominantes estendidos

  • A música está em (Lá Maior);
  • Observe que apenas os acordes pertencentes ao tom recebem análise com números romanos;
  • Os dominantes secundários e estendidos necessitam apenas das setas indicando o caminho do baixo (4J ascendente ou 5J descendente);
  • O E7(9) recebe análise romana pois ele é o dominante primário, sendo acorde pertencente ao campo harmônico da tonalidade;
  • O #5 e a tensão (9) que aparecem nos acordes não mudam a função deles, neste contexto;
  • Não é necessário colocar abaixo das pautas qual é o tipo do  dominante (primário, secundário ou estendido). Nós os sinalizamos para facilitar sua compreensão do assunto;dominantes estendidos
  • Perceba que agora ocorre uma sequência com outros acordes pertencentes ao tom – VIm7; IIIm7 e IV7M;
  • O Dm6 (IVm6) trata-se de um empréstimo modal, assunto que será tratado mais à frente;
  • A seta no último compasso acontece devido a presença do ritornello, indicando que após o E7(9) iremos retornar para o acorde de A.

Tente ouvir a música e perceber a sonoridade dos Dominantes Estendidos. Eles sempre “atraem” a música para o “tom do momento”, até que temos a “quebra” e o repouso quando temos a conclusão no Grau I.

Parabéns!!!

Se você seguiu nosso fluxograma de conteúdos, quer dizer que terminou todas as preparações no Tom Maior!

Deu pra ver que começamos com apenas os acordes do Campo Harmônico e a cada post aprendemos mais ferramentas e recursos para enriquecer nossas harmonias com os diversos tipos de preparações?

Dá pra fazer bastante coisa no tom maior.

Entretanto, temos outras técnicas que vão além das preparações, como linhas internas, aproximações e empréstimos modais.

Fique ligado, em breve postaremos sobre estes tópicos!

Enquanto isso, revise todas as preparações que você viu aqui. Tente rearmonizar canções e analisar outras que possuam esses recursos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.