O que é Voicing? Descubra agora!

Um acorde pode ser montado de diversas formas diferentes. Desta forma, podemos obter diversas sonoridades para um único acorde.

voicing

Descubra agora o que é Voicing e aumente o seu leque de possibilidades!

Obs.: para compreender este assunto, é importante que você saiba o que é formação de acordes.

O que é Voicing?

Quando estudamos a formação dos acordes, vimos que eles podem ser de uma forma geral composto por três (tríades) ou quatro (tétrades) notas.

Ao montarmos nossos acordes, nós o fizemos seguindo uma ordem: começamos na fundamental, depois passamos para a terça, em seguida para a quinta, etc.

Quando esta ordenação prevalece inalterada, teremos um acorde no seu Estado Fundamental.

Contudo, podemos montar nossos acordes alterando esta ordenação de notas. Sendo assim, Voicing é a maneira como as notas estão distribuídas no acorde.

Veja a seguir um exemplo de um mesmo acorde montado de diferentes maneiras:

voicing acorde
Voicing: formas diferentes de tocar um acorde

Importante: Não altere o baixo do acorde

No Voicing, o baixo do acorde (sua nota mais grave) não pode ser alterada.

Caso isto aconteça, você terá uma Inversão de Acorde, que é diferente do Voicing.

Acorde Cerrado (ou Fechado) e Acorde Aberto

Quando não podemos inserir nenhuma nota do acorde entre as demais, temos um acorde Cerrado.

Temos um acorde Aberto quando há a possibilidade de inserir uma ou mais notas do acorde, entre as demais.

acorde aberto e cerrado ou fechado
Exemplo de Acorde Cerrado (ou Fechado) e Acorde Aberto

Curiosidade: Capotraste

O capostraste (ou “capo”) é bastante utilizado em alguns instrumentos harmônicos de corda (violão, guitarra, ukulele, etc…).

capotraste

Muitos o utilizam para alterar o tom das músicas, com o objetivo de eliminar ou reduzir os acordes com pestana (que são mais difíceis).

Mas a maioria das pessoas não sabe que a principal função do capotraste é alterar o voincig dos acordes.

Com o capotraste, alguns acordes que seriam tocados com as cordas “presas”, podem ser feitos com cordas “soltas”, proporcionando assim, um som mais “aberto” e “preenchido”.

Aprenda ainda mais!

Quer continuar aprendendo? Então conheça o nosso Minicurso Grátis de Teoria Musical e a nossa Escola Online de Música!

 

Deixe um comentário