6 Maneiras de Ganhar Dinheiro com a Música

Você já deve ter ouvido falar de algum conhecido, parente, ou até mesmo amigo que a música é uma profissão instável e que não traz “garantias” para seu futuro, certo?

Nós já abordamos aqui no blog esses e alguns outros mitos que são muito difundidos sobre o mercado da música.

Também apresentamos diversas possibilidades de se construir uma carreira dentro desse meio.

Apesar de todo o preconceito e estereótipos que existem com os profissionais da música, ela possui um mercado riquíssimo e cheio de possibilidades.

Hoje nós traremos pra vocês de forma mais detalhada, 6 formas de ganhar dinheiro com a música.

Vamos mostrar 6 (porém não as únicas) possibilidades de se viver bem dessa arte.

⊗ ⊗ ⊗

Aulas de música

Antes de você ficar decepcionado por ver aula de música como nosso primeiro tópico, peço para que você abra a mente e tente remover todos os preconceitos e ideias que você tem na sua cabeça a respeito disso.

Esse nicho é um dos mais óbvios para quem quer atuar com música e também é onde a grande maioria começa.

Entretanto, a ideia de que dar aulas seja apenas necessariamente uma etapa, ou fase na sua vida musical é um tanto precipitada.

aulas de musica

Como Funciona?

As pessoas tendem a pensar que é muito difícil ganhar muito dinheiro dando aulas de música, porém, já alerto que estão enganadas.

No começo, obviamente você não vai poder cobrar muito, porém conforme você vai se qualificando, se especializando e se tornando uma autoridade no meio você vai poder cobrar mais por isso.

Seja indo na casa das pessoas, ou recebendo pessoas em sua casa, é possível ganhar uma boa grana dando aulas.

E quanto mais “cacife” você tem, mais poderá cobrar, ganhando mais dinheiro com menos alunos.

Agora, não pense que chegar nesse patamar será algo fácil. Assim como qualquer emprego, tem que ralar bastante. Mas uma hora você chegar.

Outra estratégia legal para quem quer dar aulas seria montar pequenas turmas de improvisação do seu instrumento ou de harmonia, caso você tenha ou alugue um espaço para isso.

Você pode concentrar 3, 4 alunos em 1h de aula, cobrar mais barato para cada um e ainda sim ganhar mais do que apenas 1 aluno por hora. É uma boa…

Você também pode dar aulas por Skype e ganhar dinheiro sem sair de casa.

Só recomendo que o preço seja um pouco mais barato pois essa “distância” entre aluno e professor não é totalmente eliminada com o Skype.

Além disso, não é muito interessante dar aulas por Skype para quem nunca tocou ou é muito iniciante no instrumento. Atrasos na conexão  podem prejudicar muito a aula nesse início.

Entre um iniciante começar por Skype ou por videoaulas online, sou mais videoaulas online…Sério mesmo, não é loucura.

Vou falar somente depois de videoaulas online pois considero isso como um outro nicho.

Prós e contras

As vantagens de se atuar dando aulas são:

  • Flexibilidade no horário – você pode montar seu horário ao longo da semana, escolhendo até dias ou turnos livre para atuar em outros projetos;
  • Mercado altamente aquecido – Por mais eu exista uma boa concorrência (escolas de música e professores para todo lado) existem cada vez mais pessoas querendo aprender a tocar um instrumento musical, seja por influência de programas da mídia (the voice, superstar…), seja por fins de hobbie ou terapêuticos, ou por objetivos profissionais.
  • Você pode dar aulas de casa, presenciais ou por Skype.

Alguns pontos que considero como negativos são:

  • Caso você dê muitas aulas fora de casa, você perde muito tempo e dinheiro com deslocamento entre uma aula e outra;
  • Você quase sempre ensinará coisas que não são o que você mais gosta de tocar ou ouvir – e isso não pode ser um problema, faz parte do que é ser professor e de ser músico. Se você não consegue suportar isso talvez seja melhor achar outro nicho na música;
  • No começo você não pode cobrar muito caro, pois as pessoas não sabem quem você é. Portanto, cobre preços mais baratos para poder entrar no mercado e ter seus primeiros alunos. Depois que o boca a boca e sua divulgação ganharem corpo, você pode ir aumentando o preço aos poucos.

Dica: Uma ideia muito boa para quem quer começar é tentar ganhar alunos em condomínios.

Deixe panfletos nas portarias, seja do seu ou de condomínios próximos.

Quando meu irmão dava aulas fora de nossa escola, ele chegou a ter 4 alunos de um mesmo condomínio.

A fofoca espalha rápido…Cabe a você ser o responsável por uma fofoca boa ou ruim.

⊗ ⊗ ⊗

Músico de noite/Festa

musico de noite

Essa é uma área que também dá pra ganhar uma grana boa, porém, prepare-se para chegar em casa de madrugada e passar os fins de semana trabalhando.

Como Funciona?

Como músico de festa, normalmente você entra, ou forma, uma banda para tocar em eventos como:

  • Casamentos,
  • festas de aniversários (15 anos são uma boa),
  • festas de empresas,
  • festas de final de ano, etc…

Esse eventos costumam ter um investimento mais pesado para serem feitos, logo a banda pode cobrar um pouco mais alto.

É um mercado relativamente concorrido, mas há espaço para muita gente.

A responsabilidade é muito grande.

Você vai estar tocando em momentos de extrema importância na vida das pessoas que lá estarão.

A banda tem que estar muito encaixada e o serviço não pode deixar a desejar.

O boca a boca “interno” nesses meios é grande. Se você toca em um evento de uma grande empresa ou casamento e agrada demais os contratantes, provavelmente receberá muitas indicações e o caminho para deslanchar será mais fácil.

Mas se você mandar mal ficará muito queimado e vai ter que remar muito para limpar seu nome.

Como músico de noite eu considero mais aqueles trabalhos de voz e violão, seja em dupla ou sozinho. Ou então um trio com voz, violão e percussão (normalmente Cajon).

Acho interessante diferenciar esses dois tipos (festa x noite), pois o público alvo é bem diferente e o valor total do serviço cobrado também.

Para grandes eventos não é raro as bandas cobrarem a partir de R$2500,00 R$3000,00 para cima.

Isso é perfeitamente dentro da realidade, se você for pensar o quando se gasta nesses eventos com comida, aluguel do espaço, e fotografia. São eventos em que o investimento é mais pesado.

Agora, se você for atuar como músico de noite, irá tocar em bares, restaurantes, festas pequenas. Não tem como cobrar R$3000,00.

Mas isso não quer dizer que você vai ganhar menos que um músico de festa.

No Rio de Janeiro é bem comum os bares pagarem entre 150, até 300 por músico.

Se você tem uma dupla, voz e violão, pode conseguir trabalhos em bares cobrando 500, 600 reais, até mais dependendo do nível do bar.

Para um casamento você cobra R$3000,00 mas a banda tem 5, 6 integrantes. Quando não também tem um Road e um técnico para transportar/operar o som.

Normalmente as bandas não tem som próprio, tendo que alugar de um técnico. Dificilmente você encontra por menos de 1000 reais um som para casamentos, por exemplo.

Então, sobra pra banda 2000. Vamos pensar em uma formação com 5 integrantes. Sobram 400 para cada um. Um ótimo cachê.

Mas nada muito mais alto que um músico de noite.

Fiz essa conta para mostrar que dá pra ganhar dinheiro como músico de noite também.

Normalmente rola um preconceito com quem toca em barzinho e atua como músico de noite.

É um nicho como outro qualquer e pode ser bem explorado.

Prós e contras:

  • Penso que a vantagem de ser músico de noite é que você pode atuar sozinho (caso toque e cante bem) e o cachê vai todo para você.
  • O trabalho sozinho, ou em pequenas equipes tende a ser menos estressante.

As desvantagens que vejo aqui são:

  • Trabalhar todos os finais de semana – pelo menos 3 dias na semana você tem que tocar para garantir uma renda mediana. Normalmente esses dias são quinta, sexta e sábado, ou sexta, sábado e domingo.  Caso você consiga mais um dia da semana para tocar, a situação fica confortável.
  • Troca o dia pela noite. O dia vai ser o período que você tem para descansar, ensaiar e resolver coisas do dia dia. O problema é que é muito difícil resolver tudo o que temos e ainda conseguir descansar.
  • As apresentações em bares costumam ser longas: 3 sets de 1h, ou 1:15h. Mas nada que uma boa negociação consiga reduzir esse tempo.

⊗ ⊗ ⊗

Escrever  Partituras

Você não pode até não saber, mas tem muita gente compondo músicas por aí que precisam ser registradas.

Muitas pessoas escrevem letras e criam melodias, porém não possuem o conhecimento de leitura/escrita de partitura. Isso faz com que elas não consigam registrar sua música por conta própria.

É aí que você entra!

escrever partituras

Como Funciona?

Se você tem um boa fluência em percepção musical, esse pode ser um bom mercado para você.

Mas percepção musical?!

Sim!

Percepção musical se refere à área da música que trabalha sua capacidade de reconhecer e identificar, notas e intervalos, além da sua habilidade de representar graficamente esses sons, ou seja, leitura escrita.

A ideia é simples: Para escrever uma partitura você precisa reconhecer os sons e identificar as notas. Só depois que você escreve.

Se quer entrar nesse nicho, vale a pena investir em um curso de percepção musical e ficar bem craque.

Escrever uma partitura ficou bem mais fácil hoje em dia com o uso de softwares, como o Finale ou Musescore.

Contudo, quanto menos domínio você tiver no assunto, mais trabalho terá, pois apesar da ajuda dos softwares, ainda sim é uma tarefa que requer habilidade e muita paciência.

É melhor afiar o machado bem antes de começar a cortar a árvore.

Fique craque e seguro na percepção musical, depois mergulhe nessa área.

Esse mercado é muito interessante e pode ser explorado para gerar uma boa grana.

Prós e contras

  • Entre as vantagens eu considero que é um trabalho que você pode fazer de casa.
  • O  uso de softwares facilitou muito a vida de quem vive disso.
  • Tem semanas, ou meses, em que você pode receber muitos pedidos e músicas para registrar. Uma boa estratégia é tirar um dia inteiro apenas para escrever tais músicas. Às vezes você pode matar o trabalho de 2, 3 semanas em apenas 1, 2, 3 dias…

Dentre as desvantagens eu considero que muita gente entrega melodias totalmente loucas e as vezes não dá nem pra entender o ritmo. Nesses casos você perderá um bom tempo destrinchando a loucura do autor.

⊗ ⊗ ⊗

Blog/Youtube/Instagram

Fazer dinheiro na internet se tornou algo cada vez mais possível no século XXI.

Isso não quer dizer que seja fácil.

Com o aumento de possibilidades veio também o aumento da concorrência e das “exigências” para você começar a monetizar com redes sociais e blogs.

redes sociais

Como Funciona?

Os Blogs, canais do YouTube, Instagram e Facebook podem ser usados para ganhar dinheiro de duas maneiras principais:

  1. Gerar dinheiro com as próprias páginas em si, monetizando-as e com anúncios.
  2. Alavancar vendas para produtos e serviços que você oferece.

Vamos a cada uma delas:

A primeira parte é aquela comumente divulgada quando pensamos em fazer dinheiro com internet: Conforme você vai tendo mais visitas, você ganha mais dinheiro, seja com views e anúncios do youtube, ou com cliques em anúncios do site.

Aqui é amplamente divulgado a ideia de ganhar dinheiro dormindo. O que é algo muito perigoso.

Tá, levando ao pé da letra, você ganha dinheiro dormindo, sim. Mas não se engane pensando que é fácil.

Para você chegar a um patamar de acessos em seu canal do youtube e blogs que gere uma renda de verdade você precisa ralar muito!

Muito Mesmo!

Você precisa de um longo e trabalhoso processo de geração de conteúdo qualificado e regular para criar e conquistar uma audiência.

E Repito!

Atingir o nível de ganhar dinheiro apenas com views no youtube e cliques em anúncios não é tão fácil quanto se parece.

Os “requisitos” para se monetizar canais e redes sociais vão se tornando cada vez mais altos e as recompensas cada vez mais baixas.

Isso não quer dizer que seja um caminho ruim, claro que não.

Mas eu gosto muito mais da segunda possibilidade.

Você pode usar o mesmo trabalho e dedicação de construção de uma audiência para vender produtos seus, utilizando blogs e redes sociais.

Por exemplo, aqui na Opus 3 Ensino Musical nós oferecemos conteúdos de qualidade sobre teoria musical, dicas de treino e carreira para quem quer evoluir no mundo da música.

Nós não enchemos nosso blog de anúncios que prejudicam a experiência dos usuários em nosso site.

Nós preferimos valorizar a experiência e aprendizado em nosso blog para ter uma audiência cada vez mais fiel e satisfeita.

Quando lançamos produtos, como ebooks e cursos nós já temos uma base boa potencial compradora desses produtos.

Eu considero esse tipo de estratégia muito melhor.

Se você dá aulas por Skype, por exemplo, pode ter um blog com conteúdos sobre seu instrumento e teoria musical.

Pode ter uma página no Instagram com dicas rápidas para quem quer iniciar em um instrumento.

Assim, você está oferecendo algo de valor para o público.

Gerar valor e poder somar na vida de alguém conta muito para que esse “alguém” se converta em sua audiência e possa se tornar um aluno seu, por exemplo.

Se você quer vender ebooks, o caminho é bem parecido. Construa uma base através de conteúdos de qualidade.

Se você quer ser um músico de estúdio, por exemplo, use o youtube e instagram para divulgar vídeos seus tocando e gravando conteúdos em alta qualidade.

E deixe bem claro para seu os espectadores que você faz isso profissionalmente. Com certeza trabalhos irão surgir.

Claro, se seu canal do youtube acabar também gerando uma grana extra com monetização, ok, você não vai deixar de ganhar essa grana extra.

O potencial que essas ferramentas têm em termos de quantidade de público é quase ilimitado

Cabe a você conseguir direcionar seu conteúdo para o público qualificado, ou seja, um público que apresenta real chances de consumir  seus conteúdos.

Prós e contras:

  • Mais um trabalho que pode ser feito de casa.
  • Baixo custo para produzir seus conteúdos: O custo para produzir um ebook  é quase zero.
  • Um celular com alta qualidade de imagem e captação de som dá pra começar na divulgação do seu trabalho.
  • Você também pode ganhar produtos, ou descontos de produtos, com patrocínios e endorsements. Claro que isso requer que você tenha uma audiência grande, mas é possível sim!

Obs.: Depois de um tempo, vale a pena investir em aparelhos de gravação de áudio mais caros.

Em relação às desvantagens:

  • Você precisar produzir muitos conteúdos e com regularidade (porém, sempre preze pela qualidade).
  • Construir uma audiência geralmente demora um bom tempo. É um investimento de longo prazo, mas que vale a pena.

Esteja preparado mentalmente caso você queira entrar nesse nicho.

Quanto mais você cresce e ganha público, mais críticas você terá, e isso é normal.

Se você não tem críticas é porque seu trabalho não está sendo visto.

Outra coisa muito importante: Conquiste público produzindo conteúdos que geram valor e possam contribuir para a melhoria de sua audiência.

Não se crie através de difamação e falando mal de outros.

Isso é muito feio!

⊗ ⊗ ⊗

Gravações/Musico de Estúdio

Se você é do tipo mais “introvertido” e não gosta tanto da vida na noite e na estrada, esse é um bom caminho para você.

Trabalhar com gravações é uma forma muito legal e prazerosa de se viver de música.

estudio musica

Como Funciona?

Basicamente, você é contratado para gravar o seu instrumento nas músicas de outras pessoas.

Assim como todas as outras áreas que estamos falando, essa aqui também requer uma “especialização”…

Digo isso pois músicas para CD possuem alguns elementos diferentes se comparadas com músicas para shows.

Você tem que estar muito acostumado a tocar com precisão.

Sabe o que isto significa, né?!

Você pode até ser o cara mais virtuoso do seu instrumento…

Você pode até tocar mil músicas de cabeça com o pé nas costas…

Mas se você não toca com o metrônomo, já era.

Vai gastar muitas horas de estúdio para gravar uma música, e pode queimar seu filme.

Gravação de CD requer muita atenção aos pequenos detalhes.

É muito comum os CD’s terem mais elementos que na próprio formação da banda.

Escute um CD do Red Hot Chilli Peppers como o ‘Californication’ e o ‘By The Way’ e veja quantas guitarras são gravadas em cada música…Um monte.

E no show só tem uma.

Esse é só um dos milhares exemplos de como música para CD é uma coisa e música para show é outra.

A possibilidade de gravar várias pistas do seu instrumento ajuda muito, pois lhe permite explorar sua criatividade.

Agora, cuidado para não exagerar e criar algo muito embolado.

E não pense que este trabalho requer que você fique “morando” em um estúdio de gravação 24h por dia.

Você pode ter equipamento de qualidade para gravar da sua própria casa.

Pessoas podem te contratar de qualquer país para que você grave uma linha de guitarra, baixo, violão, etc….

É só você gravar da sua casa e enviar para a pessoa.

Existe também a possibilidade de você ser “contratado”por um estúdio para fazer as gravações que pintam nele.

Por exemplo, um compositor quer que alguém grave um violão para suas músicas e procura por um estúdio.

Caso ele não tenha ninguém em mente, o estúdio pode sugerir você para ser o cara.

Essa é a ideia. Você é a carta na manga quando precisam de alguma indicação.

Cabe a você fazer seu nome pipocar na mente das pessoas.

As redes sociais são “A ferramenta” para você começar a divulgar seu trabalho para ir ganhando espaço neste meio.

Um detalhe importante: Saber ler partituras agrega valor demais aos músicos de estúdio.

Em vários momentos os produtores e arranjadores chegam com as músicas prontinhas na partitura.

Isso facilita muito seu trabalho… desde que você tenha uma leitura fluente.

Entenda que você não grava as músicas para você mesmo. Você está gravando para o artista que o contratou.

Portanto, pense bem no que o artista “quer” e no que a música pede.

Não pense apenas no que você acha legal.

Você tem de enxergar o projeto como um todo e ser capaz de captar a essência dele.

Prós e contras

  • É um trabalho que requer presença em estúdio, mas também pode ser feito de casa.
  • Para quem não curte a vida na estrada ou na noite, esta alternativa é A BOA!
  • Quando você consegue se inserir no meio e faz um trabalho de qualidade, seu nome pode se tornar uma referência e trabalho não vai faltar.

Com relação às desvantagens:

  • A relação com  contratante é algo muito delicado. Se prepare para receber pedidos e ideias em todos os graus de loucura possíveis.
  • Você precisa ter jogo de cintura para achar um equilíbrio quando o que o contratante te pede para executar é algo que você não acha uma boa ideia.
  • Mostre seu lado de forma clara e argumente porque você acha sua ideia a mais ideal para o projeto. Tente equalizar a balança entre as duas partes.

⊗ ⊗ ⊗

E-books e Videoaulas

Esse nicho cresce cada vez mais e a concorrência é grande.

Mas ainda há bastante espaço para pequenos peixes nadarem entre os tubarões.

A primeira coisa que você deve ter em mente é: Você nunca agradará a todos.

Busque um estilo de aula e linguagem nos seus materiais que conquiste uma audiência.

Claro que quanto mais didático e criativo você for, maiores são suas chances.

Mas sempre existirá um estilo de aula que uns vão gostar e outros não. Faz parte do jogo.

aulas de musica

Como Funciona?

Você pode montar ebooks ensinando a tocar seu instrumento, seja um conteúdo para iniciantes, intermediários ou avançados.

Você pode criar materiais sobre teoria musical de um modo geral. Também pode direcionar os conteúdos de teoria musical para o seu instrumento.

A mesma coisa pode ser feita nas suas videoaulas.

E o principal: Escreva/grave os vídeos para seus alunos e não para você.

Tente pensar, na medida do possível, com a cabeça de quem nunca ouviu falar nos assuntos que você aborda.

Isso te ajudará a se aproximar da sua audiência e a produzir conteúdos que sejam de fácil compreensão.

Tenha em mente que ninguém comprar logo de cara seus materiais sem te conhecer antes, por mais bonita e bem escrita que seja a sua página de vendas.

Você tem que gerar conteúdo gratuito que agregue “valor real” e ajude as pessoas que estão te assistindo.

Essa é o melhor caminho para convencer alguém a consumir seus produtos.

Prós e contras:

  • Custo para produção de ebooks e videoaulas são ridiculamente baratos.
  • Trabalho feito do conforto da sua casa.

Dentre as desvantagens:

  • O mercado é bem concorrido. Há espaço para você, mas você tem que ralar bastante para conquistá-lo.
  • O processo de construir uma audiência e se tornar uma autoridade na internet é longo, prepare-se para ter resultados somente depois de um tempo.
  • O processo de edição, tanto de ebooks como de videoaulas é trabalhoso. Prepare-se para investir muitas horas nessas etapas.

E aí? Já decidiu qual caminho seguir em sua carreira de músico?

Estas não sãos as únicas possibilidades, mas são as que eu acredito que possuem forte potencial no mundo atual.

Elas também não são excludentes, você pode atuar em mais de uma delas com tranquilidade.

Se especializar em um nicho não quer dizer que você deva ser somente bom em um gênero musical.

Um músico de qualidade deve ter um nicho em que ele domine. Em que ele seja o cara!

Mas também deve ser capaz de atuar em vários estilos musicais.

⊗ ⊗ ⊗

Presente Para Você…                                               

Se você ainda tem dúvidas de qual nicho mergulhar dentro da música, fique tranquilo.

Para ajudar a você a tomar uma decisão com mais segurança, preparamos um mapa mental com os principais requisitos e diferenciais para atuar em cada uma dessas áreas.

Basta clicar aqui para receber seu mapa mental e saber que conteúdos você deve dominar para ser um músico bem sucedido!

 

 

Deixe um comentário