Arpejos no Baixo (Tríades e Tétrades) – Dominando o Braço do Contrabaixo

Compartilhe a Música

Caro baixista, me responda algumas perguntas com sinceridade: Arpejos, acordes, tríades e tétrades ainda são um pesadelo para você tocar no baixo?

Além disso, você é um baixista que busca alcançar a tão sonhada independência musical, mas não sabe muito bem o que estudar para atingir este objetivo?

Foi pensando em você que decidi criar esta série gratuita de vídeos que se chama: Dominando o Braço do Contrabaixo.

Arpejos no Contrabaixo
Arpejos no Contrabaixo

Arpejos: um estudo Fundamental para o Baixista

Além de ser um requisito fundamental para qualquer músico, o domínio dos Arpejos é uma poderosa ferramenta para qualquer baixista, seja ele iniciante ou avançado.

Não importa se o seu objetivo é improvisar em solos ou no acompanhamento, que é a principal função do contrabaixo (os novos baixistas estão se esquecendo disso).

A ideia desta série de vídeos é ir inserindo ao longo das semanas as novas possibilidades de arpejos e acordes no nosso instrumento.

Decidi começar pelas tríades, pois elas são extremamente importantes e acredito que todo contrabaixista que almeja alcançar a liberdade e desenvolver sua fluência musical tem a obrigação de saber tocá-las corretamente.

Aqui você vai encontrar os vídeos, onde vou demonstrar como tocar os arpejos no contrabaixo.

Além disso, disponibilizarei também os diagramas com a sugestão do desenho partindo de cada um dos graus do arpejo.

Falando em desenho, preciso falar uma coisa muito importante para você:

Desenho não é música

Sei que os diagramas e desenhos nos ajudam bastante e são verdadeiros atalhos que nos possibilitam alcançar resultados de uma forma muito mais rápida.

Porém, não se engane: os desenhos também são uma prisão para o músico.

Você precisa se libertar dos desenhos.

É preciso ter consciência de que, no início, eles facilitam muito a nossa vida. Porém, se tocarmos o tempo inteiro pensando em desenhos, fatalmente vamos tocar padrões repetidos, com pouca musicalidade e sem sentimento.

É necessário que o músico saiba exatamente qual é a nota, que é a sua sonoridade e qual é o grau do acorde que ele está tocando.

Ao tocar pensando desta maneira, você certamente vai soar mais “musical” e vai conseguir cada vez mais colocar o seu sentimento e sua personalidade na música que você toca.

Lembre-se: papel não é música.

Estudo prático dos Arpejos no Baixo

Agora que você entendeu como deve estudar os arpejos no contrabaixo, vamos para a parte prática.

A prática de tocar arpejos no contrabaixo deve ser um estudo constante.

Não adianta querer fazer tudo em um dia, uma semana ou um mês.

Faça um pouquinho todo dia, sem pular etapas, que em algumas semanas você já vai perceber uma evolução significativa na sua maneira de tocar.

Sugiro fortemente que você siga a ordem de treinamento que estou disponibilizando aqui.

Ao respeitar essa ordenação, o grau de dificuldade vai subindo gradativamente e você não vai ficar com “buracos” no seu aprendizado.

Em todos os exemplos que você vai ver aqui, eu utilizo o acorde de Dó como referência.

Porém é muito importante que você consiga tocar cada um dos arpejos em todas as tonalidades.

Além disso recomente fortemente que você utilize o metrônomo durante o seu treinamento.

Lembre-se de executar cada exercício bem devagar, sem pressa de terminar logo. Tenha bastante calma e tenha plena consciência de cada nota que você está executando.

Desejo que você tenha disciplina, paciência e persistência para realizar este treinamento.

Tenho certeza de que sua forma de tocar vai mudar drasticamente (para melhor, é claro) após realizar estes treinamentos.

Tríades Maiores no Contrabaixo

Na primeira aula desta série, você vai aprender a tocar a Tríade Maior no baixo, partindo de diversas possibilidades (fundamental, terça e quinta) passando por todas as regiões do braço do instrumento.

Como tocar a Tríade Maior no Contrabaixo

Partindo da Quinta

Partindo da quinta
Tríade Maior – Partindo da quinta

Partindo da Fundamental

Partindo da fundamental
Tríade Maior – Partindo da fundamental
Partindo da fundamental (opção 2)
Tríade Maior – Partindo da fundamental (opção 2)
Partindo da fundamental (opção 3)
Tríade Maior – Partindo da fundamental (opção 3)

Partindo da Terça

Partindo da terça
Tríade Maior – Partindo da terça

Tríades Menores no Contrabaixo

Nesta aula você saberá como tocar a Tríade Menor no baixo, passando por toda a extensão do braço do instrumento.

Como tocar a Tríade Menor no Contrabaixo

Partindo da Quinta

Partindo da quinta
Tríade Menor – Partindo da quinta

Partindo da Fundamental

Partindo da fundamental
Tríade Menor – Partindo da fundamental
Partindo da fundamental
Tríade Menor – Partindo da fundamental (Opção 2)

Partindo da Terça

Partindo da terça
Tríade Menor – Partindo da terça

Tríades Aumentadas no Contrabaixo

Aprenda nesta aula a tocar a Tríade Aumentada no contrabaixo, partindo de todos os graus do acorde, explorando todas as regiões do braço do instrumento.

Como tocar a Tríade Aumentada no Contrabaixo

Partindo da Quinta

Tríade Aumentada - Partindo da quinta
Tríade Aumentada – Partindo da quinta
Tríade Aumentada - Partindo da quinta (Opção 2)
Tríade Aumentada – Partindo da quinta (Opção 2)

Partindo da Fundamental

Tríade Aumentada - Partindo da fundamental
Tríade Aumentada – Partindo da fundamental
Tríade Aumentada - Partindo da fundamental (Opção 2)
Tríade Aumentada – Partindo da fundamental (Opção 2)

Partindo da Terça

Tríade Aumentada - Partindo da terça
Tríade Aumentada – Partindo da terça

Fique ligado nas próximas aulas

Como falei anteriormente, a ideia aqui é ir publicando novas aulas ao longo das semanas.

Para não perder nada, siga a Opus 3 no Instagram: @opus3ensinomusical.

Se quiser me segui para conhecer um pouco mais do meu trabalho, sinta-se à vontade: @alvarofusco.

O que você está achando desta série? Está gostando? Está evoluindo? Gosta de estudar os arpejos no contrabaixo?

Comente e converse com a gente…

Deixe um comentário